2006-03-29

Mentira/Rectificaçao

"Num debate da APD no Porto, Henrique Cayatte chegou a afirmar que a crítica de design devia ser deixada para os jornalistas e para os teóricos vindos de outras áreas." — ESTA AFIRMAÇÃO É MENTIRA.

Eu fui um dos muitos designers presentes nessa pseudo-reunião... Sim, também achei que foi uma lavagem de roupa suja lá dentro e que a organização foi péssima, mas essa não é a questão...

A questão é que a frase contida num post mais abaixo está errada. O Henrique Cayatte disse que a critica de design é inexistente (ou quase) porque não havia/há profissionais do design na área jornalística, nem qualquer tipo de formação orientada para tal vertente. E por isso mesmo é que a critica de design ou não existe, ou quando existe é feita por profissionais de outras àreas...

9 comments:

pedro almeida said...

(cópia do comentário que fiz no The Ressabiator", entretanto à espera de aprovação do administrador para ser publicado)

"será que foi mesmo isso que o Cayatte disse? Houve quem lá estivesse e acha que não foi bem assim? Eu não estive lá mas estou curioso em perceber a veracidade dos factos, pois este texto foca questões que nós tb gostamos de ver em discussão..."

hugo said...

Bem, verdade, verdadinha...é q o Cayatte, com tanta autoridade na matéria, presidente do CPd e com tanta influência no mundo dos jornais e afins de NADA, NADA fez para melhorar esta situção... se calhar, não dá dinheiro ou então ele gosta demasiado de falar.....

Anonymous said...

Além disso nem não é o que o Caytte disse que está em causa...o que está em causa é o que ele não fez. Assim como todos aqueles que poderiam ter feito mais e de nada fizeram pq simplesmente não estavam para aí virados....

hugo said...

E nem é preciso fazer um post para defender o santo

playout said...
This comment has been removed by a blog administrator.
playout said...

Hugo e demais companheiros de blog:

Eu NÃO criei este post para defender "o santo" (até porque de santo não tem nada), mas sim porque não achei correcto distorcer-se a veracidade dos factos.

Ninguém disse que o Cayatte é santo, mas ponham lá a mãozinha na consciência e abram os olhos, porque esse homem já fez mais pelo design em Portugal do que todos nós juntos.

Para além disso, esse tipo de comentário é perfeitamente desnecessário, visto não acrescentar absolutamente nada ao que foi dito anteriormente.

E tenho dito...

Hugo said...

desnecessário foi o post ao post... isso resolve-se com um comentário...
Agora o design em portugal e o Henrique Cayatte...e tudo o que ele fez... lamento tenho opinião diferente, faz uma lista de tudo o que ele fez e depois conversamos, para perceber exactamente o q fez e o q poderia ter feito.

Hugo said...

Até porque a questão importante nem é se o cayatte disse ou deixa de dizer, o texto está igual como publicado no blogue, o que é importante para a questão é tudo o resto!!!!

Ressabiator said...

Eu sinceramente acho que ele disse que a crítica de design devia ser exercida por jornalistas ou teóricos vindos de outras áreas, em parte porque não considerava os blogues de design como crítica e em parte porque achava que não fazia parte das competências dos designers fazerem-na. Lembro-me que acrescentou que até conhecia um designer – que não identificou – que praticava crítica nos jornais, que gostava dos seus textos, mas que não era uma crítica particularmente dura, porque sendo um designer naturalmente não queria hostilizar os colegas. No entanto, e tendo em conta que citei de memória, se alguém tiver uma gravação ou uma transcrição que prove o contrário, não me chateia nada admitir que me enganei e corrigirei o post em questão.

 

Grafikx · grafismos e afins © 2008 · Made in Portugal (♥)